Seguidores

terça-feira, 15 de maio de 2012

Uns Com Tantos, Outros...


Felizardo céu:
Apinhado de estrelas;
Eu, sem nenhuma...


Acesso em 15 maio 2012

12 comentários:

  1. Vejo estrelas
    O negror clareando
    Melhor é tê-las.


    No céu, estrelas
    Pirilampos acesos
    Gosto de vê-las.


    Toda estrela
    Vaga-lume cósmico
    Força-nos vê-la.


    Se as estrelas
    Apagarem as luzes
    Vamos perdê-las.


    Olhe estrelas!
    Como na Terra viver
    Sem percebê-las?

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo,

    Quero deixar aqui o meu elogio! Esse foi o melhor haicai que li escrito por ti!

    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tu dix.
      Geralmente, o que consideramos nossa melhor inspiração não entra num consenso.

      Excluir
  3. Que sutileza fantástica, Júlio. Perfeito.

    ResponderExcluir
  4. Adoro Haicais! Queria ter esse poder de concisão! Dei uma boa passeada por aqui e gostei de muitas coisas! Retornarei!

    Até.

    ResponderExcluir
  5. Tarde ou cedo uma cadente para em suas mãos.

    ResponderExcluir
  6. Prezado(a) amigo(a), boa noite!

    Hoje foi postada a segunda parte da entrevista com o poeta David Rodrigues.

    Seria um enorme prazer tê-lo no nosso espaço Poetas de Marte, na coluna Haicais de Domingo

    http://poetasdemarte.blogspot.com.br/2012/05/haicais-de-alem-mar-segunta-parte.html

    ResponderExcluir
  7. Você tem estrela, Júlio. O porém é que o céu delas é de papel ou de tela. Pode crer.

    ResponderExcluir
  8. Olá Julio! Vim agradecer a visita e comentários em meu blog. Muito grata.
    Seu haikai é belíssimo.Linda sua sensibilidade. Muito bela sua página. Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Genial
    My brother

    Sem nenhuma?
    Até aqui já vieram 10 estrelas

    Um abraço.

    ResponderExcluir

Muitíssimo obrigado pela sua visita.